Almanaque CultArtistas

Entrevista com Gustavo Mendes

Gustavo Mendes é ator, humorista e apresentador. Com tanto espaço conquistado, ele ainda quer mais e profetiza que será o próximo Ratinho da TV brasileira.

Vindo aqui para a sua casa, o motorista do Uber me disse que era seu fã, como você se sente sendo conhecido nacionalmente?
Eu sou uma mistura dos meus ídolos, José Vasconcelos, Chico Anysio, Tom Cavalcante, mas eu não me vejo assim, eu gosto do trabalho. Minha relação com “ser artista” eu gosto é do “trampo”, não é do luxo, do glamour. Então eu tenho que estar trabalhando, se eu estiver de folga está errado, sabe? E essa é minha sorte, eu amo muito o que eu faço.

Você já esteve em muitos palcos e já passou por momentos de censura, de ter sido retirado de cena, isso já te fez arrepender de algo que você tenha feito?
Não! Eu nunca falei bobagem. Meu humor é assim, eu acho que a maior lógica do humor é fazer rir, vez ou outra faz pensar, é importante também, então a questão da ofensa, do humor com o bullying é algo que eu não me identifico, não sou contra, mas acho que tem o bom senso, se eu fosse responder qual o limite do humor seria isso, o bom senso e a Cisjordânia, porque eu não sou besta de brincar com aquele pessoal ali!

Você se encontrou com a Dilma. Como foi imitar a Presidenta para a Presidenta!?
Foi ótimo, eu nunca fiz o personagem para agradá-la, sempre fui crítico do Governo, fiz o humor pelo humor e nunca fiz o papel de levantar bandeira ou denunciar, mas ela deu várias entrevistas dizendo que gostava da imitação e nos encontramos depois do processo de Impeachment, ela que pediu, ela riu, se emocionou.

No início de carreira no Teatro você foi daqueles que fez a árvore?
Não! Eu era bom no Teatro, e se eu não fosse bom, falava que era bom, na minha cabeça, na minha loucura pessoal eu era bom. Eu fiz figuração na Globo uma vez para nunca mais, cheguei lá e tinha muitos figurantes que fazem isso lá há muito tempo, tem gente que faz há 30 anos. E estava chovendo, era uma cena externa, os figurantes todos na chuva quando chega o ator da cena, sendo acompanhado de um segurança, carregando um guarda-chuva para ele. E eu falei para mim mesmo que só voltava na Globo o dia em que alguém segurasse um guarda-chuva para mim, e assinei contrato lá. Na minha primeira gravação estava chovendo e um segurança segurou o guarda-chuva para mim. Eu tinha certeza que isso ia acontecer.

Você sempre pensou em trabalhar na Rede Globo?
Sabe que não! Meu sonho sempre foi e ainda é, ser apresentador de televisão, quero ser o Ratinho! Então, me vejo no SBT, porque é mais popular e tudo isso, mas a vida me levou para a Rede Globo, já fiz Casseta e Planeta, novelas, participações, hoje eu tenho dois programas no Multishow, Treme Treme e Xilindró, que estão entre as três maiores audiências da emissora, me deixa feliz.

fullsizerender

No Prêmio Multishow você incentivou muitos novos talentos, apoiando novos humoristas…
Eu sou Xangô e Yemanjá! Sou paternal, gosto de ensinar, acompanhar… tenho o cuidado de não ser grosso nas minhas opiniões e só falo quando sou perguntado. Porque muitas vezes as pessoas só querem elogio, mexer com o sonho das pessoas é muito difícil e trabalhamos com ego, o nosso e o dos outros, então não é fácil.

Se você pudesse ter superpoderes quais seriam?
Eu seria o homem detergente! Porque me dá muita preguiça lavar louça. Imagina só, você acaba de comer e da sua mão já sai detergente. Já lava tudo. Isso seria maravilhoso!

Por: Fernando Prado
Postado por: Filipe Medeiros | Assessor de Conteúdo Multimídia da CULT

pm
Post Anterior

CDL Uberlândia reúne classe lojista para palestra sobre prevenção de crimes no comércio

selo
Próximo post

CDL Uberlândia abre inscrições para o Selo Empresa Cidadã 2017 na próxima terça-feira (25)

redação

redação

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>