MúsicaVariedades

Conheça o perfil das quatro bandas vencedoras do Festival Minas Music

As bandas representarão Uberlândia, Uberaba, Nova Lima e Belo Horizonte

 

Após anúncio das bandas vencedoras do Festival Minas Music, agora, elas entram em ritmo de preparação para o grande evento, que acontecerá no dia 28 de julho, no estacionamento do Uberlândia Shopping,  que terá também show de sete músicos de Uberlândia e ainda show de encerramento com o cantor e compositor mineiro Lô Borges além de festival gastronômico e exposição de artes.

Escolhida pelo voto popular, a uberlandense Duda In The Sky recebeu mais de 1,3 mil votos. A única representante solo e feminina do festival tem apenas 18 anos, e se apresentará pela primeira vez em um grande show. “Estou super ansiosa. Eu sempre toquei na escola e com a família, mas nunca em um palco com tantas pessoas assistindo”, conta. Ela decidiu participar do Festival por influência dos amigos. “Eu gravei um vídeo simples do celular, no meu quarto mesmo, e fiquei muito feliz com o retorno. Nunca imaginei que meu som seria tão bem recebido dessa forma”, conta empolgada Duda.

As outras três bandas que compõem o acervo musical do Festival vêm de Uberaba, Nova Lima e Belo Horizonte.

Os meninos de Nova Lima, cidade que fica a 27 KM da capital mineira, formam a banda Daparte que, na verdade, surgiu após um momento inusitado de lazer e descontração. “Alguns deles já tinham uma banda e iam participar de um evento em BH, mas a banda acabou desfazendo dias antes do evento. Então, eles precisavam de guitarrista e baterista. O Daniel se ofereceu para ser baterista e chamou o primo dele para ser guitarrista. Daquele dia em diante, nunca mais se separaram”, conta o produtor da Banda, Matheus Pinheiro. A banda já participou de grandes eventos na capital mineira, como o Festival de Inverno, além de abrirem show para cantores renomados do cenário do pop rock, como Skank.

Matheus conta que quando soube da seleção de bandas para o Festival, ficou empolgado e não teve dúvidas da participação da Daparte. “Como já morei em Uberlândia, sei da grandiosidade do evento e da importância dele para o cenário musical da cidade. Além disso, é uma grande oportunidade da gente expandir nosso som para além do território de BH”, finaliza o produtor. A banda está ansiosa para o grande show, e tem se preparado com ensaio três vezes na semana, com três horas de duração. Além disso, prometem uma apresentação autoral, com músicas do disco lançado em 2017.

Belo Horizonete também tem um representante no Festival: a banda Zevinipim. Formada em 2014, a Zevinipim é fruto do encontro entre Zé Mauro, Vinícius e Felipe Bastos (baterista da primeira formação), conhecidos das ruas, bares e carnavais de BH.

Com a saída de Felipe Bastos, que mudou-se para Portugal, Zé Mauro e Vini decidiram, a partir de 2017, apostar numa formação experimental que recebe diversos bateristas como convidados. Entre os nomes que já passaram pelos shows estão Marcelo Ricardo, André Limão Queiroz e Glauco Mendes. “Trabalhamos com vários bateristas sensacionais, que têm contribuído muito com o crescimento das nossas músicas e para a melhora da performance delas”, garante Vini.

A decisão de não ter um baterista fixo também abriu novos horizontes para o grupo, como a chance de trabalhar com outros instrumentistas. “Vimos a possibilidade de chamar outras pessoas, com outros timbres, para participar do processo. Tivemos uma experiência com um naipe de metais, que foi muito legal. Por isso, temos grandes planos com esse tipo de formação mais solta”, finaliza o baixista.

Voltando para próximo de Uberlândia, a banda que estará no Festival Minas Music, representando a cidade de Uberaba é a Sala 14, antes, chamada de Banda Stand-UP.  Com problemas para registrar o nome, os integrantes decidiram escolher outro que remetesse ao início do grupo. Sala 14, então, é em alusão ao local onde se conheceram: em uma escola, na sala de aula número 14.

A banda já é conhecida em Uberaba por tocar em bares, festas particulares e eventos da prefeitura. Além disso, já foi vencedora em um concurso na cidade e realizou um grande show, levando centenas de pessoas ao evento. Também foram selecionados em diversas etapas do programa Super Star, concorrendo com bandas do Brasil inteiro. O tecladista da banda, Rafael Castro, fala da importância do Festival que os leva para fora de Uberaba e de novas oportunidades que o evento pode proporcionar. “Acredito que seja mais um local para a gente divulgar nosso trabalho. No show, contaremos algumas músicas autorais. Com isso, conseguimos ter um feedback da galera, se gostam da nossa música ou não”, ressalta.

 

Post Anterior

What's Incredibly Developing with Thesis Posting Help

compact
Próximo post

Dia Mundial da Saúde Ocular relembra a importância do acompanhamento oftalmológico

Serifa Comunicação

Serifa Comunicação

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>