Bem Cult

Da cozinha para o coração

“Ela me abraçou e simplesmente me
convidou a fazer parte da família”

Dona Nina cozinha muito bem. Faz doces de aguçar até paladares mais salgados. Outro dia contou o segredo de uma torta feita com macarrão e que é uma das sobremesas preferidas da família. É isso mesmo, macarrão! Aquele tipo ninho de passarinho que ainda leva mel e castanhas. Preparou tudo, ensinou o passo a passo com generosidade para muita gente durante uma reportagem na TV. Uma receita que ela aprendeu com o dono da ‘doceria’ que ela frequentava bastante. Com jeitinho, Dona Nina pediu e conseguiu a receita com o dono. Não me espanta porque Dona Nina é a face da simpatia. Dizer não para ela deve ser difícil. Eu experimentei essa sensação.

Uma quinta-feira, durante o expediente, ela chega junto com o esposo, Sr. Lahor. Estava com as mãos cheias. Ao retirar os produtos da sacola lá estavam quitutes de dar água na boca. Uma vasilha com doce de goiaba, outra com café cremoso também feito por ela. “Leve ao freezer e deixa lá, não vai congelar, viu?”, avisou, me pedindo ainda para ficar despreocupada. Segundo ela, basta uma colher pequena misturada à água ou ao leite. Pronto, é só sentir o gosto! Tinha mais. Sabe o quê? Bolo de laranja decorado com gominhos espalhados por cima.

Eu nem a conheço direito, mas ela sabia que eu amo essa quitanda. Bem guardada na embalagem, o bolo aguçava o olhar de tão bonita e perfeita. Ao abrir, uma puxada de ar mais prolongada e um aroma invadiu a alma… Realmente, mesmo estando de dieta, não poderia jamais recusar. Agradeci, mas parecia tão pouco diante de tanta ternura. Ela me abraçou e simplesmente me convidou a fazer parte da família. Ou melhor, afirmou que já sou de casa. Fiquei ainda mais sem palavras. Torci para que meu olhar dissesse tudo. Tomara. Voltei para a redação, cortei fatias do bolo que exalaram ainda mais o perfume do amor de mãe e avó. Ofereci aos amigos e com xícaras de café saboreamos juntos a graça de receber mais que alimento. A bênção de ter amor gratuito e bênção.

Por: Mônica Cunha | Jornalista
Postado por: Filipe Medeiros | Coordenador de Conteúdo da Cult

Foto: Luiz Crosara
Post Anterior

Arte da micropigmentação facial eleva autoestima

p3
Próximo post

Campanha institucional da Algar brinca com a frase popular #EmaEmaEma

redação

redação

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>