CasesComércioIndústriaMundo Cult

Já começou 2017

Vamos sair da crise porque todos
estão assumindo este desafio

Para as empresas de alto desempenho, onde predomina uma cultura profissional, 2017 já começou. Estão fazendo ou preparando-se para rever os seus Planejamentos Estratégicos, que têm uma visão de longo prazo, mas exigem pelo menos uma revisão anual ou quando há algo no cenário que obriga a refazer o que está em prática. As corporações possuem dois motivos para começar a reunir suas equipes e repensar: a data que sempre foi usada, final de ano, e a crise pela qual está passando o país – o que irá exigir um esforço duplo. Competir em época de crise não é fácil, é necessário ter coragem e muita criatividade, porque em algumas situações é preciso rever não apenas a estratégia competitiva, mas também o modelo da organização. Algumas podem até mudar de setor. E em alguns casos há medidas extremas, como “matar o negócio e deixar os proprietários vivos e com saúde”, para voltar de forma diferente para o mercado.

Neste momento, o mais usado é analisar com muito critério e rigor a Matriz SWOT, abrindo a janela das nossas casas ou das empresas, olhando o que está acontecendo fora, analisando o que de fato é ameaça ou oportunidade, verificando dentro quais são as fortalezas e as fraquezas para enfrentar a tempestade ou a bonança. Isso é função de todos, indiferentemente da classe social ou da posição na empresa, mas com mais responsabilidade para quem está no comando. Quando se faz com critério e coragem, sempre é possível encontrar uma boa solução.

Os pessimistas sempre “olham para o céu e falam que vai chover”, e que não vão sair de casa. Para os otimistas, a chuva representa alegria e abundância. Não podemos deixar de nos preocupar, mas temos que lembrar que época de crise é o momento do repensar, a vida e os negócios; obriga-nos também a trabalhar mais. Devemos lembrar também que já passamos por diversas crises, temos uma capacidade de resiliência muito grande, basta uma pequena possibilidade para aumentarmos o nosso nível de confiança.

Acredito que as duas questões que norteiam o país, a economia e a política, estão sendo a preocupação de todos os brasileiros, como nunca aconteceu. Este é o lado bom da história: a população está interessada no seu país. Com comentários bons e ruins, mas está. Uma comunidade é criada pelas pessoas, e não por alguns. Vamos sair da crise porque todos estão assumindo, por necessidade ou por paixão, esse desafio. Em 2017 vai começar um novo círculo virtuoso, como já tivemos antes.

Por: Hélio Mendes | Consultor empresarial e professor
Postado por: Filipe Medeiros | Assessor de conteúdo da Revista Cult

Foto: Shutterstock
Post Anterior

Fim do livre mercado e a exuberância irracional

Foto: Shutterstock
Próximo post

Elites brasileiras predadoras da democracia eleitoral

redação

redação

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>