SaúdeVariedades

Orthomed orienta sobre prevenção no Dia Nacional de Combate à Infecção Hospitalar

Médico infectologista alerta para importância da higiene antes de ver pacientes

No dia 15 de maio, é comemorado o Dia Nacional de Combate à Infecção Hospitalar. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estima que no Brasil a taxa de infecções hospitalares atinge 14% das internações. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 234 milhões de pacientes são operados por ano em todo o mundo. Dentre esses, um milhão morre em decorrência de infecções hospitalares e sete milhões apresentam complicações no pós-operatório.

A infecção hospitalar é algo muito sério e é por isso que os hospitais devem estar empenhados em evitar os casos de infecções e garantir a segurança dos pacientes, como destaca o médico infectologista Vinicius Paulino da Costa, do Orthomed Center, em Uberlândia.

“Temos uma equipe habilitada para otimizar os cuidados de prevenção de infecção hospitalar. Nosso serviço é anualmente elogiado pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), com taxas de infecção abaixo da média nacional, o que reflete o trabalho preventivo que realizamos com todos os pacientes que irão operar, principalmente aqueles que irão colocar prótese. Combater a infecção hospitalar é sem dúvida um reflexo de gerenciamento de qualidade”, afirma.

Com base nas informações do infectologista, o hospital tem implantado ações internas de biossegurança, que correspondem à adoção de normas e procedimentos seguros e adequados para a manutenção da saúde dos pacientes, dos profissionais e dos visitantes, a fim de evitar a transmissão de germes. As mais importantes ações de biossegurança são a correta higienização das mãos dos profissionais de saúde, o uso do Equipamento de Proteção Individual (EPI), o controle do uso de antimicrobianos, a fiscalização da limpeza e desinfecção de artigos e superfícies.

A higienização das mãos é considerada a medida mais importante e reconhecida no controle das infecções nos serviços de saúde. Por isso, todo visitante deve higienizar adequadamente as mãos antes de ver o paciente. A forma preferencial de higienizar as mãos é com água e sabão ou com uso de álcool gel.

ana1
Post Anterior

Dicas de organização

enic0
Próximo post

Sinduscon-TAP participará do 89º Enic em Brasília

Serifa Comunicação

Serifa Comunicação

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>