EditoriaisMais CultNoticias Cult

Entrevista com Fabiana Milazzo

Estilista uberlandense é
sucesso no mundo da moda

Nesta edição especial, dedicada às mulheres empreendedoras, destacamos a estilista uberlandense Fabiana Milazzo, que tem projetado o nome de nossa cidade no cenário nacional e internacional da moda. Uma homenagem também extensiva a todas as mulheres que, a cada dia, têm conquistado novos espaços nos diversos segmentos da sociedade. Fabiana Milazzo estampa a capa desta edição e você conhece aqui um pouco mais sobre sua trajetória e projetos. Confira o nosso bate-papo.

Como e quando iniciou a carreira de estilista? Quem te apoiou no início?
Iniciei com 19 anos, quando já cursava Direito na UFU – Universidade Federal de Uberlândia. Eu e a Denise, hoje proprietária da Greta Cauê, montamos uma confecção pequena no fundo da casa dos meus pais.

Desde quando o mundo da moda te encanta?
Desde muito cedo tive contato com tecidos, aviamentos e costura, e também sempre amei desenhar.

Quando e como começou a ganhar notoriedade? (houve algum episódio em particular que levou ao crescimento da marca)?
A participação nas semanas de moda nacionais e principalmente o nosso primeiro desfile no Minas Trend, a recente abertura da loja em Los Angeles e a estreia no SPFW foram muito importantes para o crescimento e visibilidade da marca.

Hoje são quantas lojas/fábricas?
A fábrica fica em Uberlândia, aonde temos também uma loja. Contamos ainda com uma ‘flagship’ em São Paulo, no coração dos Jardins, e a nossa primeira loja internacional, em Los Angeles, localizada da charmosa Melrose Place, ao lado de marcas renomadas como Marc Jacobs, Oscar de La Renta, entre outras. A marca também está presente em mais de 90 multimarcas em todo o Brasil.

Quando começou a vender para outros países?
O primeiro contato com a exportação aconteceu em 2009, quando vendemos a coleção inspirada na Tailândia para Dubai e Emirados Árabes.

Qual a característica das roupas de Fabiana Milazzo?
Sofisticação, feminilidade e originalidade são as características mais fortes como identidade da marca. Além disso, existe o cuidado com o ‘hand made’ e com os detalhes, que sempre compõem com a preciosidade da roupa.

O que mais te inspira nas suas criações?
A arte em todas as suas manifestações e a natureza. Os temas que escolho para desenvolver coleções partem sempre de uma dessas vertentes. Mas também estou sempre atenta ao que acontece no Brasil e no exterior. Acho importante harmonizar o que estou criando com as tendências que estão por vir. O tema é fundamental para dar unidade à coleção e assim fazer um trabalho autoral, mas estar de acordo com as tendências faz com que a roupa seja comercial.

Como está o mercado atual da moda no Brasil?
Com a globalização vivemos um período de grande concorrência externa, para uma marca continuar no mercado e ganhar espaço é preciso que ela tenha um diferencial e aposte nisso, aperfeiçoando-se cada dia mais no que faz de melhor. Resolvi apostar na loja internacional, pois acredito no nosso produto, a busca do mercado externo nos dá ainda mais sustentação. Mas a valorização da mão-de-obra brasileira é de extrema importância.

aulas-durante-o-projeto-mulheres-de-renda

Aulas durante o projeto “Mulheres de Renda”

Projeto Mulheres de Renda
“Mulheres de Renda” é um projeto idealizado pela estilista Fabiana Milazzo em parceria com a ONG Ação Moradia. Visa fortalecer os vínculos familiares entre mães e filhos, sem esquecer da necessidade substancial de gerar renda para esta família. Busca melhorar a qualidade de vida das famílias em situação de vulnerabilidade social num dos bairros mais carentes de Uberlândia, o Grande Morumbi. Qualifica profissionalmente estas mães por meio do Curso de Bordados em pedrarias, customização de roupas e empreendedorismo comunitário. Além do ensino técnico, são trabalhados aspectos referentes à gestão financeira, objetivando tornar essas pessoas aptas ao mercado de trabalho com uma visão empreendedora para a vida.

Durante o curso, as mães podem levar seus filhos para a instituição, evitando que fiquem nas ruas, sujeitos à marginalidade. Este é um dos maiores problemas enfrentados por essas mães, pois muitas não se permitem trabalhar por não terem com quem deixar seus filhos. Após a formatura, as bordadeiras têm todo apoio para o exercício de sua profissão, podendo inserirem-se na Unidade Produtiva de Bordado que funciona dentro da ONG Ação Moradia. Semelhante ao período do curso, elas têm espaço para trazer seus filhos para participarem de atividades variadas de formação educacional e recreativa, como aulas de futebol, computação e artes. Ambos recebem três refeições diárias enquanto estão na ONG. O empoderamento feminino, o ganho de autoestima e um melhor posicionamento socioeconômico são consequências positivas desse conjunto de ações que muito acrescentarão na vida dessas mulheres e suas famílias. Importante ressaltar que essas iniciativas são possíveis e trazem a oportunidade de mudar a vida de muitas pessoas que estão à margem da sociedade. “Quando nos unimos e acreditamos, podemos fazer a diferença”, conceitua Fabiana Milazzo.

Luiza Possi, Fabiana Milazzo e Maria Casadevall no lançamento do projeto “Mulheres de Renda”

Luiza Possi, Fabiana Milazzo e Maria Casadevall no lançamento do projeto “Mulheres de Renda”

Trajetória
Desde criança, a estilista Fabiana Milazzo brincava desenhando, criando e vestindo suas bonecas. O que a princípio era apenas uma brincadeira, transformou-se na vontade de empreender e fazer do seu sonho, realidade, criando assim sua própria marca. Graduada em moda pela Academia Italiana de Moda, Arte e Design, especialista em modelagem pelo Instituto Callegari, também na Itália, sempre foi apaixonada por criar, não só roupas, mas tudo que envolvesse qualquer tipo de processo criativo. O grande interesse por arte e a vontade de inovar fez com que ela desenvolvesse novas técnicas de bordados, associadas às tradicionais, resultando em um hand made de efeito único nas texturas, relevos e padronagens coloridas.

A natureza também é uma grande fonte de inspiração. Nela, busca a magnitude do simples. Por isso, a vontade de criar roupas de festas mais leves, jovens, sofisticadas sim, mas ao mesmo tempo, despretensiosas. Fabiana se preocupa sempre com a qualidade, beleza, conforto, sofisticação e originalidade das peças que cria, no intuito de oferecer às suas clientes o que ela acredita que deve estar presente em um produto de luxo. A marca iniciou suas atividades em 2000, quando Fabiana Milazzo desenvolveu sua primeira coleção e a apresentou em sua loja própria na cidade de Uberlândia.

Solenidade de entrega do prêmio “Indústria Sustentável”

Solenidade de entrega do prêmio “Indústria Sustentável”

Sustentabilidade
A indústria Fabiana Milazzo busca executar processos produtivos cada vez mais sustentáveis, promovendo programa interno de coleta seletiva e reaproveitamento de retalhos de tecidos que são doados a instituições de caridade para confecção de artesanato. A marca já criou uma coleção inspirada na natureza, em árvores como o Ipê e alguns vestidos foram feitos com pet, lixo e retalhos inutilizados. Fabiana ganhou o “Prêmio de Design Sustentável Ecopet”, quando apresentou um vestido com paetês de pet com aplicações de retalhos de rendas e confeccionado com tecido 100% sustentável. A marca iniciou suas atividades há 15 anos e atende ao segmento de moda festa e casual chique no atacado e varejo. Seus clientes buscam sofisticação, feminilidade e originalidade, características da marca, bem como todo o cuidado com o hand made e a busca de materiais diferenciados para produzir suas roupas com efeitos únicos.

Postado por: Filipe Medeiros | Assessor de Conteúdo Multimídia da revista CULT

1
Post Anterior

Pátio Vinhedos anuncia a chegada do Colégio Olimpo

p1
Próximo post

Pessoas felizes brilham

redação

redação

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>