Noticias CultVariedades

Realidade aumentada

A Massfar Realidade Aumentada nasceu dentro de uma empresa de tecnologia, responsável por toda operação de meios de pagamento do Banco Santander no Rio Grande do Sul. No final de 2009, Mario Faria iniciou estudos e testes com a tecnologia de Realidade Aumentada. Em 2013, lançou a primeira revista interativa do Brasil. No mesmo ano, esteve na Europa onde assinou contrato com a Zappar HQ, sendo hoje a única empresa licenciada e autorizada para desenvolver e comercializar projetos de Realidade Aumentada e Virtual no mercado brasileiro e português. Hoje, com quase 10 anos de experiência na tecnologia, a Massfar é líder nacional no desenvolvimento de conteúdo virtual para Realidade Aumentada, com cases de sucesso para marcas de diversos segmentos.

O que as marcas/empresas precisam ter claro, antes de levar seus negócios para o mundo virtual?
É importante considerar que o celular é a primeira tela do brasileiro. Até mesmo dentro de residências brasileiras, os smartphones têm mais audiência que o aparelho de tv. Outro dado interessante: mais de 35% dos brasileiros têm o celular como a única fonte de acesso à internet. Tudo isso indica que as empresas devem direcionar investimentos para o mundo digital. E já que o seu público está cada dia mais mergulhado no universo digital, é quase que obrigatório criar experiências interativas entre produtos e pessoas, principalmente quando o target é formado por crianças e jovens. Na Europa, mais de 20% dos consumidores já decidem suas compras com o celular em mãos.

Quais os recursos tecnológicos oferecidos hoje pela Massfar?
A Massfar é a empresa autorizada Zappar no Brasil e em Portugal. Zappar é o principal aplicativo gratuito de Realidade Aumentada e Virtual, utilizado pelas grandes marcas globais. Ou seja, estamos aptos para oferecer ao mercado o que existe de mais novo no desenvolvimento de experiências interativas. Games com personagens, quis promocional, conteúdos colecionáveis, aplicações em 3D, jogos educativos, entre diversas outras aplicações.

Como são criadas as experiências? Existe uma equipe internamente ou o conteúdo é criado pela marca?
Sim, todo o conteúdo virtual é criado pelas equipes Massfar no Brasil. Após a definição do briefing, o cliente nos envia todo o material visual da marca e, juntos, pensamos em uma ideia de roteiro da experiência que iremos proporcionar. Com o material físico em mãos, desenvolvemos o conteúdo virtual de acordo com a estratégia, público-alvo e objetivos de cada marca. Para que o cliente visualize a experiência antes de aplicar no produto, preparamos uma simulação, que ilustra bem o projeto.

Quais cases da empresa você destacaria?
Por estudar e conhecer a tecnologia como nenhuma outra empresa no Brasil, a Massfar consegue visualizar oportunidades de interação em materiais de segmentos completamente diferentes. De empresas de elevadores a balas e chicletes. Aliás, a RICLAN é um case que estamos construindo com muito entusiasmo. É um projeto integrado com alguns “Youtubers”, que promete encantar o público jovem. No segmento de embalagens para alimentos e bebidas, temos um contrato muito bem-sucedido com a SIG Combibloc, um dos líderes mundiais em embalagens longa vida. Iniciamos um projeto em 2014, que se consolidou em 2015 e, agora, foi apresentado como modelo para todo o mundo. Outro case bastante comentdo no mercado é com o Grupo Kyly, que já produziu mais de 100 estampas de camisetas infantis com Realidade Aumentada. Através da marca T-PLAY Realidade Aumentada, o Grupo Kyly está colhendo bons frutos com o uso da tecnologia, transformado camisetas em experiências interativas.

O que tem gerado bons resultados para os clientes da Massfar?
A Realidade Aumentada gera ótimos resultados, desde que o cliente promova a tecnologia em seus canais de comunicação. Duas coisas são muito importantes: primeiro, entregar uma experiência realmente interessante para o público da marca. Segundo, divulgar a presença da Realidade Aumentada no produto, pois como a tecnologia ainda é nova no Brasil, é muito importante que ela seja apresentada de forma clara. Um ótimo conteúdo virtual integrado com uma comunicação eficiente nas redes sociais e nos demais de marketing garantem o sucesso da aplicação da tecnologia.

Com bons resultados e prometendo novidades para um futuro próximo, Mario Sérgio Faria, CEO da Massfar, fala sobre o mercado dessa tecnologia no país.

Com bons resultados e prometendo novidades para um futuro próximo, Mario Sérgio Faria, CEO da Massfar, fala sobre o mercado dessa tecnologia no país.

Quais os principais benefícios oferecidos pela empresa e por seus serviços?  
A tecnologia agrega valores de inovação às marcas. Além disso, as marcas e produtos que utilizam estão alinhadas com o que o consumidor atual está buscando, que são experiências interativas. Existem também outros benefícios secundários, mas que também são muito importantes, como o fator sustentabilidade, a medida que a tecnologia pode reduzir o uso de papel. É possível também mensurar resultados através de dados de acesso e fazer uma integração completa com todos os pontos de contato da marca na internet, através de botões virtuais.

Qual o posicionamento mais indicado para uma marca sobreviver a essa nova realidade?
É muito importante estar atento aos novos comportamentos e tendências de consumo. Para conquistar o público mais digital é importante investir em ferramentas que possuem forte aderência neste público.

Como distribuir de forma equilibrada a presença digital de uma marca?  
Uma boa distribuição deve sempre considerar onde está concentrada a atenção do público, onde o público interage mais, qual é o device mais utilizado e, principalmente, qual a demanda de conteúdos do seu público. Quanto maior o volume de informações acerca do comportamento digital do público, mais equilibrada será a distribuição e a abordagem.

Em relação ao mercado internacional, o Brasil está acompanhando a revolução digital ou ainda está muito atrasado?
Falando especificamente da Realidade Aumentada, que é a nossa expertise, o Brasil está muito próximo do que é produzido em qualquer país do mundo. Temos uma classe empresarial ávida por inovação e quase todas as condições para produzir experiências interativas de alto nível. Talvez, as únicas diferenças em relação ao mercado internacional sejam a capacidade de investimento e a alta carga tributária. Talento, criatividade, ousadia e conhecimento não faltam. Aqui na Massfar, por exemplo, já exportamos soluções de Realidade Aumentada para clientes com operação em mais de 40 país.

Para 2017, a empresa anunciará alguma novidade? 
Sim, a inovação faz parte do nosso DNA. Para 2017, avançaremos bastante no desenvolvimento de jogos interativos, conteúdos educativos e demandas de Realidade Virtual. Já entregamos projetos para vários lançamentos que ocorrerão em 2017. Em alguns mercados, estamos começando a estudar projetos para 2018 e 2019.

A Revista Cult é pioneira na região em Realidade Aumentada.

Por: Mario Sérgio Faria | CEO da Massfar

tatuagens-de-andorinhas-48-1024x768
Post Anterior

Psicólogo explica porque a tatuagem vai além de um significado ou modismo

woman-466130_1920
Próximo post

Especialista revela tendências de cirurgias plásticas para 2017

Filipe Medeiros

Filipe Medeiros

Filipe Medeiros é publicitário e possui um site de comunicação/entretenimento (Papo e Mídia).

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>