CulturaMúsica

Última temporada de “Constelações” no Brasil foi realizada em Uberlândia no final de semana

Comédia romântica interpretada por Marília Gabriela e Sergio Mastropasqua foi apresentada ao público nos dias 29 e 30 de setembro

A última temporada de “Constelações” no Brasil foi realizada em Uberlândia nos dias 29 e 30 de setembro. A comédia romântica foi interpretada pelos atores Marília Gabriela e Sergio Mastropasqua. O espetáculo fez parte do projeto Uberlândia na Rota do Teatro, com o aporte da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, chancelada pela empresas Algar e Shankhya, e nesse mês ainda traz o Grupo Corpo.

Antes do espetáculo o público ainda pôde prestigiar o talento dos músicos uberlandenses Maria Bastos e Maurício Winckler Perdomo, com repertório de jazz, blues, fox trote, bossa nova e arranjos melódicos, suaves e envolventes.

A jornalista, Talita Vital, assistiu ao espetáculo e disse que teve a sensação de inquietação ao ver a peça. “Foi o que senti assistindo Constelações. A peça, que tem como característica principal a não linearidade, consegue passar a mensagem do autor. Sempre gostei de pensar em uma realidade alternativa e no espetáculo eu pude perceber o quando acredito no destino e que minhas escolhas têm um poder muito grande durante a minha jornada. Além do texto e cenário impecáveis, a atuação de Marília Gabriela e Sérgio Mastropasqua é intensa e fantástica. Valeu a pena cada momento”, afirmou.

A peça fez temporadas de sucesso no Rio de Janeiro e São Paulo e viajou por várias cidades do País, encerrando sua trajetória em Uberlândia, uma vez que Marília Gabriela está envolvida em novos projetos jornalísticos e teatrais.

Ao final das apresentações Marília Gabriela explicou à dinâmica e os motivo pelo qual o autor, Nick Payne, escreveu “Constelações”. “Ele é considerando o maior autor jovem da Inglaterra e essa peça é o trabalho dele de maior sucesso. A história é a seguinte, tinham encomendando um trabalho ao Nick para 2011 e no final de 2010 ele perdeu o pai. Ele ficou muito triste, porque não pôde em vida dizer a ele coisas que ele queria. Um dia, em casa, vendo um programa de televisão, onde um cosmologista, especializado em física quântica falava sobre a teoria das cordas, a mesma que ele usa nessa peça, viu que pela teoria das cordas eles poderiam provar a existência de um universo paralelo, porque há várias indicações que podem sintonizar para um replica. É como se nós tivéssemos vivendo simultaneamente em universos paralelos. Ele pensou: não falei com o meu pai, mas quem sabe eu não estou falando o que eu gostaria de dizer agora em outro universo”, explicou.

Nas redes sociais, Marília Gabriela deixou uma mensagem de agradecimento à produção da peça em Uberlândia, que foi realizada pelo jornalista e produtor cultural, Carlos Guimarães Coelho. “Foi maravilhoso para nós, turma da peça Constelações, entregarmo-nos aos cuidados dos profissionais da cidade. Obrigada a todos por tudo, parabéns pelo profissionalismo, delicadeza e respeito”, finalizou.

Caio Gallucci
Post Anterior

Marília Gabriela e Sergio Mastropasqua apresentam comédia romântica hoje e amanhã

????????????????????????????????????????????????
Próximo post

Curso na CDL sensibilizará profissionais para a Liderança em alta performance

Serifa Comunicação

Serifa Comunicação

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>